Postagens

Imagem
“GEDDEL BABÁ” E OS 400 LADRÕES.          51 MILHÕES SÃO DE GEDDEL CID GOMES AFIRMOU QUE HAVIA CENTENAS DE ACHACADORES NA CÂMARA

O transcorrer dos fatos mostrou que ele estava com razão, e também o quanto a ex-Presidente Dilma enfrentou, não mais uma "gang" de 40 ladrões, mas centenas deles. E por isso acabou deposta.
"Canalha, canalha, canalha" - Roberto Requião - Senador PMDB

Estamos vendo MALAS, MOCHILAS, VALISES, BOLSAS, CUECAS, e até um APARTAMENTO, recheados de dinheiro circulando livremente por nosso país, mas seus beneficiários ficaram quase TODOS SOLTOS(como dissera Dilma em um debate com Aécio).
Mas muita gente está se perguntando como tamanha quantidade de dinheiro (e estamos falando apenas de uma pequena parte, a que aparece), pode circular livremente por nosso país, pelos bancos tanto dentro e fora do país.
Só para lembrar que existem normas que determinam que movimentações financeiras acima de determinado valor efetuadas tanto por pessoas físicas como pes…
Imagem
A ABERTURA DA CAIXA DE PANDORA DO MP
Ao adquirir mais poder, o MP passou a agir como um excessivo maniqueísmo e se apresentar como um agente exclusivo do bem, contrapondo-se a outras autoridades constituídas, que passaram a ser apresentadas como agentes exclusivos do mal. Parte do MP ficou seduzida pela perspectiva de Poder (situação pior do que o Poder), e passou a criar em nosso país "situações de risco", afim de se valorizar e tomar a supremacia das ações persecutórias que dominam o nosso país há alguns anos. Chegando mesmo a disputar entre si a hegemonia das ações, muitas vezes chegando até a invadir as atribuições dos outros.
Desde então, nossa Justiça, nosso MP, nossa AGU, nossa PF, e até Defensorias vêm travando verdadeiros embates para brandir a flâmula de bastiões do combate à corrupçãoe toda a fama que tal feito tem causado nas carreiras dos envolvidos nestas ações. Tudo isso turbinado por câmeras, clicks fotográficos, postagens elogiosas e longas reportagens em jorna…
Imagem
“Quando se quer fazer alguma coisa na Amazônia, não se deve pedir licença: faz-se.” Tal declaração foi de Carlos Aloysio Weber, então Comandante do 5º Batalhão de Engenharia e Construção, um dos pioneiros na ocupação da Amazônia durante a Ditadura Militar. Durante uma entrevista para um projeto da Revista Realidade sobre a Amazônia, o repórter fez a seguinte pergunta ao Coronel:

“Como é possível fazer as coisas na Amazônia e transformar a região? ”

Ele respondeu:

“- Como você pensa que nós fizemos 800 quilômetros de estrada? Pedindo licença, chê? Usamos a mesma tática dos portugueses, que não pediam licença aos espanhóis para cruzar a linha de Tordesilhas. Se tudo o que fizemos não tivesse dado certo, eu estaria na cadeia, velho.’

Roberto Campos (Ministro no Governo Castello Branco) afirmou no discurso de abertura da SUDAM, que “a verdadeira vocação da Amazônia era a mineração e não o extrativismo vegetal”.

Maggi: Não é justo acomodar índio e desacomodar uma família
“O ministro da Agricultu…